Presentes com Arte.

Ilustração

Sou licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa. Trabalho na área há cerca de 10 anos e há 3 comecei a desenvolver o projecto “The F Chain – Fragment, Figure & Frame (Digital Graphic Collages)”. Tenho participado em várias exposições, das quais destaco uma exposição colectiva de Colagens (Collagistas Festival), em Berlim (collagistas.weebly.com), para a qual foram convidados 24 artistas de diferentes nacionalidades, cujo trabalho em comum assentava neste tipo de registo. Nas composições, é usada a técnica de “colagens” digitais, quase sempre com cores muito vibrantes. Este tipo de registo é muito “cru” e espontâneo, pois permite ilimitadas possibilidades de experimentação no que diz respeito à desconstrução e construção da imagem, ou seja, os fragmentos são “recortados” e descontextualizados e, quando inseridos noutro contexto, transfiguram-se. E, para mim, é nesse facto que reside a beleza desta técnica. O nome dado ao projecto, “The F Chain – Fragment, Figure & Frame”, parte desse princípio. Os fragmentos provenientes de diferentes contextos juntam-se a outros fragmentos no jogo das experimentações, formando figuras que, no seu conjunto, formam a história e o enquadramento final (frame). Assim, este tipo de expressão acaba por fazer diluir a técnica com o conceito, já que permite traduzir o que pretendo sob diversos níveis: sensorial, estético, cromático e conceptual. As “colagens” são feitas com elementos gráficos, tipográficos e fotográficos. Há uma cuidadosa conjugação dos mesmos para criar composições equilibradas e dinâmicas, que convidem à subjectividade e com uma abrangente paleta cromática. Existe uma grande influência das linguagens “Pop Art” e “Vintage”.

CLOSE
CLOSE